quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Bebel Gilberto - Diva!

De tanto ouvir essa magnífica cantora nos últimos dias, senti a necessidade de compartilhar com vocês a sonoridade dessa Diva! Então para começar, a música de João Donato regravada por Bebel, que tanto me inspirou.

“Bananeira”

Bebel Gilberto (Nova Iorque, 12 de maio de 1966) é uma cantora e compositora brasileiro-americana. Filha de ninguém menos que João Gilberto e Miúcha, logo seguiu os passos dos pais, misturando os ritmos brasileiros à contemporaneidade nova iorquina. Com a adição de elementos de música eletrônica, levou o legado do pai, um dos criadores da bossa nova, para as pistas de dança, fazendo sucesso pelos EUA e Europa.

"Sem Contenção"

Aos nove anos já havia cantado em grandes casas de shows americanas, ao lado da mãe e de outros grandes músicos do jazz como o saxofonista Stan Getz. Mas a estréia solo só aconteceu em 1986, num álbum contando com parcerias de renome, entre elas do amigo Cazuza.

No ano 2000, com o álbum "Tanto Tempo", Bebel ratifica os experimentos realizados com a música brasileira, dando um banho eletrônico na bossa nova e se consolidando como a artista brasileira que mais vendeu discos nos Estados Unidos desde os anos 60.

Após o álbum "Tanto Tempo" vieram "Bebel Gilberto (2004)" e "Momento (2007)", onde Bebel graciosamente passeia entre o lounge, eletrônico e acústico, mostrando um talento imenso em incorporar estilos e elementos diversos numa mesma música.

Seu disco mais recente é "All in One (2009)", com um super time de produtores, como Mark Ronson (Amy Whinehouse, Lily Allen), John King (Dust Brothers, Beck), Daniel Jobim, Carlinhos Brown, Didi Gutman (Brazilian Girls) e Mario Caldato Jr (Beastie Boys, Bjork, Jack Johnson).

Enfim, é impossível falar de Bebel Gilberto em apenas um post, mas logo logo ela aparecerá por aqui novamente.

Lógico que não podia deixar de citar a twitada que recebi dela! Confira no Twitter: http://twitter.com/bebelgilberto